Millennials: como os jovens estão influenciando o franchising

Redes que não pensarem na geração Y, seja como clientes, parceiros de negócios ou funcionários, ficarão para trás

O franchising já passa dos 60 anos no Brasil e experimenta agora a influência de uma geração que está quebrando paradigmas, revolucionando hábitos de consumo e os negócios.

Essa parcela importante da população são os jovens da geração Y (nascidos entre 1980 e meados da década de 1990), mais conhecidos como “millennials”.

O que tenho observado é que o franchising está influenciando e sendo influenciado pelos millennials. Como? Eu diria que é basicamente por dois fatores.

O primeiro, pelo perfil criativo e inovador do setor de franquias, que busca o diferenciado, o inusitado e que tem muito a ver com o jeito de ser dessa moçada que valoriza mais o “ser” do que o “ter” e que é movida por um propósito.

O segundo fator é o desejo de empreender expressado por jovens dessa geração. Eles estão mais dispostos a tocar os próprios negócios do que a trabalhar subordinados a uma chefia.

Na verdade, mais do que uma geração definida por um período na história da humanidade, os millennials são melhor identificados por suas atitudes e mentalidade.

São pessoas conectadas, ligadas em tudo o que acontece, proativas, mais preocupadas com o desenvolvimento sustentável das empresas e a preservação ambiental. Só no Brasil, eles representam 30% dos mais de 200 milhões de brasileiros, segundo o IBGE.

Os millennials são estratégicos para as empresas e as redes que ainda não o fizeram, precisam trazer os nativos digitais para dentro de casa, para as suas operações.

Se as franqueadoras continuarem apenas com seu corpo maduro, experiente e não trouxerem esses jovens com seu jeito diferente de pensar e de agir, ficarão para trás. Essa simbiose será extremamente importante para compreender os franqueados que vêm com um novo olhar e novas expectativas.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *