Importância do controle de vendas para a empresa.

A gestão eficiente de uma empresa, independente do seu tamanho, precisa incluir medidas de controle. É a partir delas que podemos mensurar a eficiência das decisões estabelecidas pela gestão. Por isso, nunca é demais lembrar medidas que ajudem neste sentido.

É claro que para funcionar, o controle demanda que as etapas do seu processo de vendas sejam acompanhadas de perto. Apenas assim o seu negócio poderá se tornar mais competitivo frente ao mercado, utilizando recursos de forma planejada e consciente.

 

Entenda melhor o conceito de controle de vendas:

Quando falamos no conceito de controle de vendas, devemos entendê-lo como uma ferramenta que não se restringe à contagem de negócios fechados. Ademais, as planilhas e relatórios são apenas os meios por onde chegamos ao controle. Este deve compreender a coleta de todos os dados que se relacionam com as vendas.

Sendo assim, devemos observar compras, estoque, precificação e várias outras atividades. Em resumo, tratamos desde o orçamento até as etapas que envolvem a venda propriamente dita. A eficiência da ferramenta depende de sua amplitude. Pois, deste modo, ela pode oferecer indicadores para decisões em qualquer etapa do processo de vendas.

É possível, inclusive, trabalhar com dados absolutos ou segmentados. Partindo do segundo grupo, por exemplo, definimos meios de fazer aquisições mais vantajosas. Um processo que influenciará no preço e qualidade dos produtos oferecidos ao consumidor final. Essa descrição nos ajuda entender a importância do controle de vendas para as empresas.

A importância do controle de vendas para as empresas na prática:

A verdade é que uma empresa que não tem um bom controle sobre os seus processos de vendas corre o risco de instabilidade financeira. São, afinal, muitas etapas em que pequenos erros podem iniciar um efeito bola de neve. Situações estas que não costumam ser percebidas à primeira vista.

Consequentemente, os produtos oferecidos acabam perdendo qualidade, os gastos aumentam e a gestão de estoque torna-se ineficaz. Apenas quando o dano causado por estas falhas já chegou a um momento difícil de reparar é que os gestores tomam conhecimento do problema. Quase sempre é tarde demais!

Isso ocorre justamente porque não acompanharam as vendas como deveriam. Para analisar de forma objetiva as operações ligadas a esta atividade, é fundamental o monitoramento. Vale ressaltar que a importância do controle de vendas para as empresas está também na visão holística que ele proporciona.

Como dissemos no tópico anterior, é possível analisar o todo das operações, ou cada aspecto que as constitui. Graças a isso, podemos até mesmo fornecer dados que sejam vantajosos para outros setores, como o de compras. Desta combinação, surge a busca por oportunidades, como a recorrência de fornecedores, medida que evita a ausência de mercadorias.

Fica claro, então, que o controle de vendas está intimamente ligado ao sucesso de uma organização. Afinal, ele é capaz de influenciar na forma como atuam vários departamentos do negócio. Em última instância, é também uma garantia de que as ações da empresa vão gerar lucratividade.

Principais benefícios de se realizar um bom controle de vendas:

O benefício mais imediato de se adotar esta ferramenta é a melhora do planejamento financeiro. E é fácil entender como isto ocorre, já que todas as etapas de vendas são controladas. Em razão disso, gastos e deslizes saltam à vista e permitem que os gestores corrijam a rota dos negócios a tempo.

A importância do controle de vendas para as empresas também pode ser percebida nos benefícios que traz para a distribuição de mercadorias. E isso ocorre porque com esta ferramenta você não tem apenas a noção de quantos itens foram vendidos. Informações como o local onde eles têm maior saída também podem ser coletadas.

Estes dados são indissociáveis de uma boa distribuição de produtos. Assim, a empresa pode se planejar para dar maior atenção às localidades que representam mais lucro. Podem ser percebidas, ainda, as oportunidades de venda que são perdidas por falhas como exposição inadequada de produtos.

Com relação às mercadorias, um dos grandes benefícios do controle de vendas é que ele colabora na gestão de estoque. Evitamos, dentre outras coisas, depósitos cheios de produtos com baixa rotatividade e ausência de itens mais procurados. A maioria dos gestores sabe que se não cuidarem bem desta área, irão sofrer uma redução nos lucros.

Como implantar este controle?:

Tendo em vista a importância e vantagem de manter este controle, vale a pena listarmos as principais medidas para implantá-lo na sua empresa. A base de tudo, naturalmente, são os registros. E esta medida não tem apenas utilidade interna para a sua empresa: o cadastro de vendas é uma exigência fiscal.

Use notas fiscais e comandas para registrar em planilhas ou softwares de gestão as informações de vendas. Não se esqueça de anotar todas as saídas e entradas de produtos no seu estoque também. Quanto melhor for o registro documental, maiores os impactos no controle de outras áreas, como o fluxo de caixa.

A importância de bancos de dados na implantação:

Como a importância do controle de vendas para as empresas é altamente estratégica é recomendável que se crie um banco de dados dos clientes. Isto permite que a gestão elabore medidas personalizadas para atender às diferentes necessidades do público.

Igualmente importante para estabelecer o controle de vendas é mapear a atividade. Ou seja, determinar o que foi vendido em certo período de tempo e para quem. É a partir desta medida em particular que podemos reconhecer itens mais vendidos. Além, é claro, dos dias e locais com maior volume de vendas.

Fonte: Blog do eGestor – blog.egestor.com.br


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *